Viagem: Valle de La Luna, Valle de la Muerte

O passeio do Valle de la Luna e Valle de la Muerte, é feito no final do dia pois o último lugar a ser visitado é a Pedra  do Coiote onde pode-se apreciar o por do sol de frente para a cordilheira, e é de tirar o folego. E por se tratar de um passeio sem grandes variações de altitude pode ser feito no primeiro dia, você ainda pode aproveitar a manhã para conhecer São Pedro do Atacama, eu aproveitei a manhã para fazer o tour arqueológico que relatei no outro post.

A saída é por volta das 16:00hs ainda esta calor e o sol castiga um pouco. A primeira parada é no Valle de na Luna, confesso que fiquei muito impressionada e nunca tinha visto nada parecido, é incrivelmente lindo, para chegar no local mais alto e de melhor observação é feito uma caminhada leve, por isso proteção para o sol e muita água são importantes. Uma dica é levar uma garrafa maior, de 1,5l ou mais, e deixar no veículo que leva para o passeio, ai você pode abastecer a sua.

 Embora o lugar seja árido e sem vida a paisagem é muito, muito bonita e não tem nada parecido. Em alguns lugares do deserto não chove a mais de 23 milhões de anos.

Nessa foto acima é possível ver a Duna Grande, é muuito grande, essa duna diferentemente das outras não se movimenta, acreditam que é porque está “sentada” sobre uma rocha, e atrás da duna tem o Anfiteatro, uma formação que lembra um estadio de futebol ou o Coliseu.

 

No pórtico de entrada do Valle tem banheiros e antes de entrar você paga CLP 2.000, eu comprei o passeio já com as entradas, ai não precisou esperar em fila para pagar, um trabalho a menos né.

Depois do Valle de la Luna a próxima parada é nas Três Marias, que é um cenário totalmente diferente, o solo coberto de sal deixa a paisagem branca, o ar ter “gosto” de sal. Ali tem algumas formações rochosas bem curiosas, com formatos engraçados, e o vento é muito forte.

Vídeo das Três Marias

Depois fomos conhecer o Valle de La Muerte que é chamado assim porque quando os incas invadiram o local eles mataram os guerrilheiros e penduraram suas cabeças na entrada do vale para mostrar poder, sinistro né, heheheh. Mas é muito bonito.

Ali atrás a parte mais cinza é a unica duna que esta liberada para a pratica de snowboard, e também olha o Lincancabur majestoso ao fundo. O passeio também pode ser feito de baixo pra cima, ou seja de dentro do canyon pra fora, eu só fiz o passeio de cima, não desci o canyon porque faltou tempo.

Vídeo do visual de cima.

 

E para terminar esse passeio fantástico a última parada foi na cordilheira para apreciar o por do sol e agradecer a Deus pela oportunidade de conhecer um lugar tão fantástico. Há, ali tem a Pedra do Coiote que se você tiver paciência pode esperar na fila para tirar uma bela foto, eu não tinha ninguém comigo que pudesse registrar o momento, mas tem alguns fotógrafos que ficam ali e cobram para fazer a foto, preferi explorar o lugar que é lindo.

Vale muito a pena conhecer, o deserto todo é lindo e vai com certeza superar todas as expectativas. Há, para esse passeio é indicado ir com roupas leves, mas ao mesmo tempo que te protejam do sol e do vendo, ao cair a noite a temperatura baixa muito e você estará em uma região alta e com muito vento, então deixe casacos pesados no carro ou ônibus porque vai precisar.

Fiz o passeio pela empresa Turistour, o passeio custa CLP 10.000,00, começa por volta das 16hs e termina por volta das 21:00hs.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.